xyz

Corrida eletrizante marca final da temporada 2017 do KAFU

42Aconteceu em Nova Odessa a disputa do título do KAFU 2017. Várias emoções durante toda a corrida deixaram os expectadores sem fôlego e teve disputa pelo título até a última volta.
Junte pilotos querendo terminar o ano bem colocado no campeonato.
Adicione lindos troféus NIKI e mais premiação para todos os pilotos!
Escolha um kartodromo que lhê dê opções para fazer mais um traçado exclusivo do KAFU.
Uma pitada irretocável da organização do campeonato.
Misture um domingo de muito sol e coloque os pilotos em 4 baterias da 6º e 7º etapas na pista.
O resultado não poderia ser outro : uma grande festa de encerramento do KAFU 2017!
Uma receita sensacional para um excelente encerramento de temporada.


Sexta etapa, primeira prova

Caio Teixeira aproveitou a pole e saiu na frente de Paulo Rogério Alemão que fez o segundo tempo no grid.
Caio se distanciou logo dos demais deixando a briga pela segunda posição acirrada para Alessandro de Freitas, Alemão e Henrique Guile. Logo atrás, Ryan Nishioka, Rodrigo Amarante, Joel Neto travavam um belo segundo pelotão.
No terceiro grupo vinham Douglas Michilino, Fabio Nogueira, Fabio Possari, Caio Pinotti, Rafael Cossi, Everaldo Tozzi e Fernando Baraban vinham logo atrás. Destaque surpreendente era de Cossi que lutava para ser campeão na temporada e amargurava uma nona colocação. Caio Teixera venceu com Alemão em segundo e Ryan Nishioka colocado em 3º lugar. Guile chegou em 4º, Freitas em 5º e Joel Neto em 6º depois de muita briga com Guile o 4º colocado. Cossi, o nono colocado ficou fora da briga pelo título e desanimado acompanhou a bateria dois.

Segunda prova
Era a bateria da morte. Com Cossi fora da briga, Haron Passarelli foi o pole com Gustavo Aldegheri em 2º.
André Magno em 3º no grid e Ricardo Zanatta em sexto. Rafael Santini largou em 5º. Na largada mantiveram a posição e viram um Diego Pardini arriscando tudo na largada e pulando para a 6º posição.
Passarelli disparou na ponta e deixou uma briga sensacional pela 2º posição entre Magno e Gheri, “um grande tira teima dentro do KAFU entre esses dois pilotos”. Esqueceram de avisar isso a Nicolai Krogh e Rafael Santini que estavam numa tarde inspirada. Pardini caiu para a sexta colocação com Zanatta, a exemplo de Cossi, dando adeus ao titulo se terminasse fora do pódio, em sétimo acompanhado de Everson Nishioka , Leandro Baraban, Carlos Araujo, Fabiano da Mata, Peterson Dias, Douglas Fernandes.
Passarelli venceu com Magno em segundo. Com este resultado, os dois se canditavam pelo titulo da temporada nas corridas que viriam a seguir. Aldegheri em 3º seguido de Rafael Santini em 4º numa bela prova e Nicolai Krogh comerando a 5º posição diante das circunstâncias, Pardini, Everson e Zanatta em 8º disseram adeus ao titulo depois de uma grande margem que tinha de pontos em que os rivais tiraram.

Sétima prova
Se as emoções foram grandes na sexta etapa no traçado com sentido horário e exclusivo em Nova Odessa , o que dizer da sétima etapa com sentido anti-horário e valendo 500 reais para cada uma das baterias da grande final? Pois é, as emoções para ver quem levaria o título ficou para o final mesmo.
Com resultados abaixo do esperado, Zanatta, Cossi e Ryan focavam no prêmio assim como os demais pilotos. Já André Magno e Haron Passarelli decidiriam o título.

PROVA DAS 500 MILAS - Prova 1
Magno foi para a pole com Cossi em 2º, Guile em 3º seguido de Fabio Nogueira, Douglas Fernandes, Everson Nishioka e Caio Teixeira largando mais atrás.
Na largada, Cossi caiu para quarto e Fabio Nogueira assumiu a terceira posição.
Não demorou muito e Magno disparou na ponta com Guile e Cossi, Nogueira e Caio Teixeira logo atrás.
Cossi passou Guile e partiu ao encalço de Magno enquanto, um pouco atrás Douglas Fernandes, Alessandro de Freitas e Everson Nishioka travaram um duelo à parte. Pior para Fernandes que com um ótimo kart nas mãos recebeu uma punição que lhe tirou uma melhor posição ao fim da prova.
Na reta final da prova, Magno e Cossi, que já haviam feito o mesmo em Interlagos, trocaram várias vezes de posição deixando a boa torcida no kartódromo sem respirar algumas vezes. Para alguns, era a melhor corrida do ano em Nova Odessa.
E com muita emoção, Rafael Cossi cruzou a linha comemorando muito a vitória, com André Magno em segundo, Guile em 3º, Caio Teixeira em 4º e Fabio Nogueira em 5º. Para Magno, um bom resultado pensando no título. Restou agora secar Haron Passarelli na outra bateria.

PROVA DAS 500 MILAS - Prova 2
Haron largou em 7º e com a pole de Paulo Rogério Cardoso, o Alemão, e Ryan em segundo. Um surpreendente Everaldo Tozzi em 3º, seguido de Pardini, Zanatta e Rafael Santini. Um detalhe não chamou muito a atenção dos que estavam presentes, mas foi crucial na prova: Alemão era o novo contratado da equipe de Haron, a LC Export Racing. O anúncio havia sido feito uma semana antes da final.
A corrida foi intensa! Nada mais nada menos do que cinco lideres até a matade da prova. Primeiro foi com Zanatta, depois com Santini ,que rodou sozinho, Alemão, Tozzi também errou quando liderava e Ryan Nishioka. E com essa intensa briga pela ponta quem se deu bem foi Haron Passarelli que estava em 8º lugar e foi se aproximando. Não demorou muito e quando Tozzi era lider com Ryan em 2º, Haron já estava em 3º com Alemão e Zanatta colados nele.

Com um erro de Tozzi, Ryan sofreu ataques de Haron e Alemão só esperando cair a liderança no colo.
A essa altura se Haron vencesse seria o campeão. Em segundo, as contas de melhores voltas e pole contariam muito nessas últimas duas etapas em Nova Odessa. Ninguém queria fazer conta e sim vencer. Ryan, de olho no cheque, deu o bote e fez a ultrapassagem que lhe daria a vitória e abriu uma grande distância. Com Haron em segundo, coube a Alemão escoltá-lo até o pódio.. Diego Pardini numa excelente 4º posição e Ricardo Zanatta fechaou o pódio.

PREMIAÇÃO
Era visível a felicidade de Ryan Nishioka e Rafael Cossi com os seus cheques e um exuberante Troféu NIKI de 3 kilos (!!!) que os pilotos levaram para casa. E o título foi para HARON PASSARELLI com apenas dois pontos de diferença para André Magno.
Um grande ano para os pilotos do KAFU e a promessa que 2018 será um dos mais disputados de todos os tempos com a inclusão da categoria Pesados e assim como na F-1 , a premiação por equipes. Grandes nomes e novos pilotos vão dar o que falar em 2018.
Que venha 2018

Texto : Everton Borges
fotos : KAFUTV

coluna cazarre

titulo coluna

Assine nossa newsletter e fique sempre por dentro das novidades

logo academia

  • Você Sabe Perder?
    Aprender a perder é, as vezes, uma tarefa difícil. Outras vezes, muito difícil. Quando temos um objetivo bem definido, nossa tendência é desenvolver uma capacidade...

amika asseka ckc  cpka kartdaserra
kartmasters bt kff novo pangare stockkart kart club_baixada_santista 

  bt clube_kart_brasil  bt fkart 

bt fskr bt kartaholics  bt pkl  bt karttec  bt kvr  bt lexus

bt sprint kart race bt kafu bt golden kart bt gpcka bt faak  bt ppk

 bt karteiros bt karteiras bt torgs kart drivers

 

 

pelo brasil

 

bt raracing krr

 

VTs das provas transmitidas pelo Kart Amador SP